2 de fevereiro de 2017

um rio corre seu curso em meio as horas que passam perdidas numa infinidade de tempos que guardei ao fechar os meus olhos
no segundo instante em que lembro de você
a necessidade de escrever palavras que palpitam dentro de mim buscando um meio de sair
os dedos não param
não abreviam
não escondem
não mentem
eu vejo você dançar na minha frente e sorrir de canto
o teu rio passa sobre mim
molha
corre quente e frio
doce e salgado
enquanto eu paralisado
sinto teus olhos de menina mulher dizerem duas palavras simples
te amar
seria meu pesadelo e meu sorriso ao acordar de manhã e lembrar que tenho você
e enfim
ter que dizer apenas duas palavras que possam te confortar antes de dormir
seria raso demais pro infinito rio que corre em mim
sem hora
toda hora
todo dia, todo dia.

Um comentário:

  1. UAU! Que lindo.. sem palavras..
    Tu é a mulher mais inteligente que conheci.
    Te amo.

    ResponderExcluir