2 de dezembro de 2016


Tem sorrisos passeando em meus pensamentos hoje.
Temos tempo e coragem pra seguir viagem.
Temos até passinhos de uma dança de mãos dadas e rostos colados enquanto ouvimos uma velha e boa canção.
Temos paciência e cumplicidade. Olhares que se reconhecem. Corpos que se tocam e sentem o arrepio da pele em êxtase enquanto envoltos no cobertor.
Nós somos uma canção leve ao por do sol.
Sim, e não deixamos de nos amar um só segundo. E é por isso que te escrevo.
Pra guardar sorrisos transcritos em versos e poesias ritmadas que se escondem nas entrelinhas.