9 de abril de 2012

3 meses de uma eternidade



Era manhã de segunda e abri os olhos com dificuldade, o céu estava claro e a luz me fez fecha-los com força. Eu queria permanecer na cama e me enrolar no cobertor e ficar assim por um ano. Dizem que o tempo ajuda a melhorar as coisas, pois bem, quero que isso seja verdade. Eu preciso de tempo, acho que penso nisso o tempo todo. Talvez por que não tenho tempo pra mais nada. As horas correm, os dias passam com tanta aspereza que chega a machucar. E fico aqui, nessa mania de olhar sempre pra cima pra que todos pensem que está tudo bem. Mas porra, nada está bem não! Acho que nunca esteve...
Então, vou pra escola e conto os segundos. E aprendo muito lá. Ontem mesmo descobri algo novo, vou precisar pegar dois ônibus até chegar lá. Isso é ótimo. Sinto pressão por todos os lados e até hoje nunca ouvi ninguém a não ser eu mesma. E não pretendo mudar de opinião. 
Com uma caneta verde presa ao cabelo escuto o professor afirmar com toda convicção que o movimento uniformemente variado é aquele em que o corpo sofre aceleração constante, acho que me encaixo nessa parte da física. Mas isso não faz o menor sentido pra mim, não agora. Eu queria mesmo era quebrar essas cadeiras e sair correndo daqui, sei lá, fugir.  Mas não tenho tempo pra isso também.
Hoje fazem 3 meses que conheci você e nem parece, sabe. Foram tantas coisas que tivemos que enfrentar juntos que desde aquele 9 de janeiro, uma eternidade e meia se passou. E as coisas mudaram tanto. Às vezes me dói lembrar, mas nunca digo isso a você. É que essas coisas é melhor deixar apenas comigo mesmo. Essa história de esperar é sempre tão doloroso, eu já sei muito bem como é isso, passo a vida inteira esperando por dias melhores como já cantava Jota Quest. Mas o fato é que dias melhores são raros, raríssimos. E nem sabemos agradecer quando eles aparecem em nossas vidas. E lembro com remorso e uma vontade sobre-humana de que eles voltem e que eu nunca saia deles.
Nossos momentos descontraídos, bebendo cerveja e fumando alguns cigarros pensando na vida, lembrando do passado e planejando futuros. As noites debaixo do pé de árvore, sentindo o vento frio assanhar nossas vontades e dormir juntos e acordar com você me olhando dormir com aquela cara de quero mais ou te prendo aqui pra sempre. E sempre havia mais. Mais tardes chuvosas ao som de Boyce, mais noites quentes ao som de Eagles e seu eterno caso com a heroína. E nada mais podia prender nossa atenção além de nós mesmos. E não pedi muita coisa nessa vida, mas se eu pudesse pedir mais, queria só voltar.
Eu jamais falaria isso pra você porque essa minha falta de fé pode atingir sua vontade de viver também. Eu sei que as coisas estão difíceis mas fico feliz por você aceitar bem tudo isso e lutar com força pra sair daí. E é isso que realmente importa. Essa minha afetividade com o passado é só uma mania que tenho de me apegar às coisas que não me pertencem mais, aí as deixo vivas e sorridentes dentro das lembranças e vez ou outra me pego vivendo tudo de novo, mas dessa vez de maneira abstrata e isso dói. Tudo que não é palpável e não volta, dói.
Mas eu sei que as coisas irão se normalizar, cedo ou tarde as coisas vão se estabilizar. Escuto isso o tempo todo, e até acredito mais agora. É isso, viver é não deixar de acreditar. Porque um dia, de tanto crer, as coisas acabam acontecendo mesmo.

4 comentários:

  1. "Porque um dia, de tanto crer, as coisas acabam acontecendo mesmo." ❤
    Vou pegar essa última frase pra mim, tá? e tentar, mesmo!, acreditar que é verdade!
    Lindo texto, gostei muito!

    ResponderExcluir
  2. Sabe, os momentos das nossas vidas podem ser raros, mas é isso que os tornam especiais. Guardamos na memória e isso é eterno. Também fico com essa última frase pra mim. Gostei demais do seu cantinho, moça. rs
    Um beijo, seguindo.
    http://www.eppifania.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Gosto do seus textos, são bons. Sem mais.

    ResponderExcluir
  4. A vida as vezes pega pesado com a gente né?
    As vezes parece que tudo dá errado de uma vez só, parece que as cobranças aumentam, o problemas aumentam, o tempo dimininui, e você simplesmente não sabe como agir.
    Mas, como li uma vez: se a vida exige muito de vc, sinta-se feliz, pois a vida é Deus e Deus só exige muito daqueles que Ele sabe quem tem capacidade de vencer.

    "Não tenha esperança que as coisas vão dá certo. Tenha certeza."

    Postagem lindaa.

    Beijo
    Além das Palavras
    (umpoucodemimsm.blogspot.com)

    ResponderExcluir