24 de novembro de 2011



Eu acordo pensando no que fiz noite passada. Não bebi muito, nem fumei, mas a dor de cabeça vem de dentro pra fora me fazendo contorcer de dor. E nem sequer levanto, e me deixo ali, como se não houvesse outra saída a não ser olhar pro teto, fechar os olhos e abrir de novo, depois sentir a dor voltar cada vez com mais força. E me pergunto por que eu sempre tenho que atrapalhar os caminhos que minha vida segue. Não é o destino que trata de estragar tudo, ou alguém que se mete no meu caminho. Sou eu mesma que me atrapalho, me embaraço e vou criando labirintos enormes em torno de mim mesma, e vou me perdendo, me afastando das coisas que até poderiam ser boas se eu não as tivesse evitado. Mas eu sempre encontro uma maneira de escolher errado, de amar errado, de viver errado e continuar errando.
Estou aqui agora ouvindo Garoto de Aluguel de Zé Ramalho e eu sinto que minha vida inteira eu vivi de amores que vem e vão sem deixar nada de bom. Que o pouco que deixam são lembranças que eu prefiro manter esquecidas. Relações que chegam ao fim sem ter tido sequer um começo. Amores que vem e vão, que não marcam, e se marcam, logo vão embora, deixando vazios que preencho com outros corpos, outras bocas, outros beijos. E isso me cansa. 
Me cansa essa brincadeira de amar, me cansa amar. O amor definitivamente me cansa. Acho que não nasci pra isso. Nem eu me entendo mais. É esquisito acordar e achar que eu joguei fora a chance de amar alguém de novo, e é mais esquisito ainda na mesma hora pensar, "e daí? ele não era o certo mesmo". Depois isso fica martelando na minha cabeça, e eu me pego achando que fiz tudo errado de novo. "Eu deveria ter dado uma chance?" "Deveria ter retornado a ligação?" "Será que tô mesmo precisando de alguém pra poder chamar de meu?" "Ou isso tudo é passageiro e calma, que vai passar?"
Não tenho respostas, não encontro respostas. Acho que aquela garota que não se importa nem um pouco em dar um bolo, que maltrata e quer mesmo é ficar só está lentamente desaparecendo. Mas porque eu desistiria de toda essa mascara que criei logo agora que eu tava indo tão bem? Logo agora que eu já estava colocando os pontos nos is, me dedicando mais pra quem tá do meu lado, até me tornando mais responsável pelas minhas atitudes fúteis e fora do comum. Por que logo agora, Deus?
É véspera do meu aniversário e eu fico aqui pensando que eu poderia estar feliz com aquele cara que eu amei por tanto tempo e que depois eu ignorei até ele desistir de mim. E me dou conta de que ainda amo ele, que merda... Que merda eu fiz da minha vida!
Eu estou feliz, não nego. Mais é uma felicidade incompleta. Me falta algo. Me falta alguém, e essa falta cresce e vai criando abismos, destruindo sentimentos, destituindo a minha razão. E faltam algumas horas pro meu não tão esperado 17 e estou aqui pensando no que eu deveria ter feito e não fiz. No beijo que eu deveria ter dado e não dei. Nas coisas que eu deveria ter dito e não disse. E é um pouco tarde pra pensar nisso agora, mas eu não paro de pensar. 
São quase 17, algumas horas e pronto, mais um ano de vida, um ano difícil, por que amar é difícil, conviver é difícil, ser feliz é difícil. E são quase 17 que me impõem uma grande diferença, porque eu mudei tanto que mal me conheço. 
É quase madrugada e eu ainda estou sóbria, ainda estou séria, ainda estou sã. E ainda te tenho nos meus pensamentos e ainda não sei quem sou e porque sou. Mas agradeço, por que ainda estou viva. E meu coração sussurra baixinho, "é só 17, lembra da vida que tu tens pela frente", e aceito. Ainda tenho muito pra viver e pra aprender. E amanhã eu vou comemorar como se essa dor não existisse e sorrir, porque sorrir é bom. E mais uma vez agradecer, Deus, obrigada mesmo. E isso é sincero, porque eu tenho tanto e ainda reclamo, mas afague essa dor, por favor. E dessa vez, pelo menos dessa vez me mostre o caminho certo. Amém.

2 comentários:

  1. Uau que texto lindo!
    Flor não fiquei pensando no que poderia ter sido e não foi, se tu se arrependeu de algumas atitudes é so fazer diferente daqui pra frente.
    E um feliz aniversário pra você!
    Que você seja muito feliz.

    Beijos e te cuida guria

    ResponderExcluir
  2. Muito bom seu post, adorei. Ah, parabéns viu?

    Já te sigo, aproveita e dá uma passadinha no meu blog, pode ser?
    http://naosoupratodos.blogspot.com/
    Um beijo pra ti querida! :*

    ResponderExcluir