26 de junho de 2010

A verdade apenas;


- Eu não preciso que me conte histórias. Eu quero a realidade nua e crua.
Eu disse, em um tom de raiva. O olhar sério, com a expressão alterada, era o maldito whisky.
- Não dá, não pelo celular. O que quero vai além de meras palavras, preciso te ver antes, olhar nos teus olhos primeiro.
Eu sabia que era importante, mas não aguentava tamanha curiosidade, no fundo, eu já sabia o era. Mas precisava ter certeza de que eu não estava me iludindo outra vez.
Imaginei seu olhar. Seu pensamento.
- Tudo bem, eu espero. Só não esqueças de mim.
- Queria olhar bem nos teus olhos agora, tocar teu sorriso com meu pensamento insano, e beijar você.
- Eu também.
Um silêncio profundo do outro lado da linha.
- Tenho que desligar. Tchau.
Não deu tempo responder, já não havia mais ninguém do outro lado.
Joguei o celular contra a parede, só vi os pedaços esparramados no chão.
Mais uma noite sem respostas, mais uma noite sem dormir...

3 comentários:

  1. 'Mais uma noite sem respostas, mais uma noite sem dormir.'
    Passei noites e noites em claro pensando nisso sabia?
    Fizesse esse texto pensando em mim né guria, rs? Meeeeenina, é a minha cara! :P

    Beijos flor.

    ResponderExcluir
  2. E o que a gente ganha com isso? Nada. Apenas olheiras profundas que duram semanas até saírem. ¬¬ Eles não têm nem noção da profundidade do nosso sofrimento, nem têm ideia. Fazer o que? rs.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  3. A resposta pode demorar a vir, mas ela aparece, mais cedo ou mais tarde...

    Bjs =)

    ResponderExcluir